Financie Sonhos

Crianças Iniciam a Produção de Horta Orgânica Vertical

O quinto dia de férias foi dedicado à preparação de uma horta vertical orgânica.

Após um delicioso café, as crianças fizeram um agradável relaxamento, com massagem, automassagem e respiração profunda. Elas estavam muito animadas, pois o dia seria destinado a preparar vasos para a plantação da horta orgânica, que serão levados para casa no último dia.

 

Organizados em 4 grupos, as crianças realizaram, em rodízio, quatro atividades: pesquisa sobre estrutura da horta; lixamento e limpeza das garrafas; pintura e decoração dos vasos com tinta que elas prepararam; e, reflexão sobre a alegria de produzir algo desde o início. Foi aí que surgiu uma grande dúvida: O que será plantado, cebolinha ou até uma mangueira?

 

O desafio seguinte foi percorrer o trajeto até a praça, imaginando como melhorar e enfeitar o caminho, para torná-lo mais agradável.

E na praça foi encerrada a atividade do dia, brincando com bola, correndo e conversando sobre vários assuntos, inclusive imaginar como será o próximo dia de férias.

Água – Fonte da Vida, A Importância da Preservação da Natureza

Crianças do Corassol Participaram de um Ciclo de Atividades com o tema “Água”

Valorizar a água como fonte de vida, conhecer seu ciclo na natureza e sua relação com a vida, compreendendo que nossas atitudes são muito importantes para sua preservação, foi o objetivo do tema trabalhado no mês de abril: “Água – Fonte de Vida”.

O tema foi a pauta das crianças e adolescentes para uma série de atividades realizadas. Organizados em grupos, planejaram os materiais que seriam utilizados, bem como as pesquisas que iriam realizar para compor a história da água.

 

Após este início, começou a melhor parte, a execução, e o primeiro passo foi montar um caderno para cada grupo, onde seria anotada toda organização das atividades, funcionando como um plano de ação. Mas este não era um mero caderno, ele foi encapado com materiais reciclados, com muita criatividade, cada capa mais linda que a outra, difícil foi escolher a mais bonita: Grupo 1, utilizou miçangas para desenhar uma torneira e gotas de água saindo; grupo 2 fez desenhos coloridos para representar a água que devemos economizar; grupo 3 fez colagem representando a chuva regando um lindo jardim; grupo 4, com muitas folhas recortadas de papeis verdes em tons diferentes, produziu uma imagem representando a natureza; grupo 5 fez uma representação de poluição dos mares com desenhos bem coloridos; grupo 6, com recortes, fez imagens sobre desperdício de água.

 

Mas não parou por aí, a próxima fase foi a pesquisa na internet, a coleta de informações e a formação de ideias para a construção da história sobre a preservação da água. Muito empolgados em utilizar os computadores, os que dominavam o manejo do equipamento orientavam os demais, para que, assim, todos tivessem oportunidades de aprender mais. Essa etapa foi tão importante para alguns, que até ficou um gostinho de quero mais.

 

Dando continuidade ao trabalho, cada grupo escolheu a forma de como seria apresentada sua pesquisa. Alguns escolheram fantoches, cartazes, teatro, músicas, poemas, trabalhando com empolgação para que tudo ficasse pronto para o grande dia da apresentação.

Chegando finalmente o dia de demonstrar o que aprenderam, colocaram-se como artistas perante a plateia. Ansiosos no início, foram se soltando e, aos poucos, foram apresentando aos colegas os resultados de suas
pesquisas.

 

A atividade encerrou um ciclo de trabalho referente à água, onde os usuários puderam exercitar-se em pesquisas e aprimorar os conhecimentos sobre o assunto

dia-maes

Crianças Transformam Papelão e Garrafas Pet em Lembrancinhas para Presentear Alguém Especial

A semana que precede o Dia das Mães foi iniciada com reflexões sobre a família, através de músicas que demonstram o amor e o respeito que merecem todas as pessoas que amam e cuidam dessas crianças e adolescentes, independente do vínculo familiar.

Para iniciar uma boa roda de conversa, combinaram que tipos de lembrancinhas seriam criadas e várias ideias foram surgindo. Com mãozinhas carinhosas e criativas, cada pedaço de papelão e garrafas pet foram transformados em incríveis mimos para todos os gostos e tipos de família: uma perfumada produção de sabonetes e, para adoçar, um delicioso pão de mel recheado com prestígio. Foram momentos muito especiais, com muita dedicação, com olhos atentos para não perder cada detalhe de construção dos mimos, com um gesto simples onde colocaram muito amor!

 

E, para completar a surpresa, lindas cartas foram escritas, traduzindo gratidão para alguém especial em suas vidas.

 

Além dos presentes para a família, se empenharam em preparar também para os funcionários, fazendo questão de entregá-los, acompanhados de um abraço, emocionando a todos.

 

E, ao final do dia, com tanta alegria, alguns não conseguiram esperar a chegada em casa e a entrega foi feita ali mesmo, na saída, para as mães que vieram buscá-los. Com alegria e aquele abraço apertado, a semana foi gratificante para todos os envolvidos.

páscoa

Criatividade e Diversão na Semana de Páscoa

Muita animação na semana que precedeu a Páscoa! Um texto bastante criativo e divertido, “Que rolo!!”, chamou a atenção das crianças e adolescentes que se propuseram a encená-lo: uma criança curiosa, perguntando sobre datas e acontecimentos da época, um pai e uma mãe, sem saber como explicar e responder adequadamente às dúvidas que surgiram. Na oficina de customização, construíram cestinhas com garrafa pet para colocar os chocolates. E, como não poderia faltar, no Tem criança na cozinha, foram preparados os bombons, todos sentindo-se importantes e valorizados, por estarem preparando seus próprios presentes.

 

Foi organizada também uma gincana para o dia 18, quinta-feira, a ser realizada no Clube da ADPM (Clube Desportivo da Polícia Militar), gentilmente cedido para finalização da Semana da Páscoa. E, além das brincadeiras e jogos, foi encenada a dramatização “Que rolo!!”, sendo também apresentado um coral com a música “Vamos Construir”.

 

Ao final de cada período, retornaram ao Corassol para o cachorro quente com suco de caqui e maçã e a entrega das cestinhas com os bombons preparados por eles e os chocolates recebidos em doação. Foi aquela festa, simples, mas com muita alegria, compartilhando juntos cada instante.

 

GALERIA DE FOTOS

Crianças do Corassol Tomam um delicioso café da manhã com Grupo Unidus da Dorotéia

Crianças e adolescentes do Corassol e a turma da Bateria Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidus da Dorotéia (Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto), fizeram a festa no sábado (30/03). Foi uma manhã animada e alegre, num delicioso café da manhã com a Titia Zeferina, sendo servido o famoso lanche de pernil da Dorotéia, além de coxinhas, bolinhas de queijo, pães de queijo e, para adoçar a boca e a alma, bolo de chocolate.

 

Vinte e três ritmistas estiveram presentes, orientando e participando das atividades, iniciando com uma grande roda e introduzindo jogos e brincadeiras que fizeram a alegria permear o ambiente: “batata quente, zoom”, “museu”, “a maré subiu”, entre outros. Os participantes aproveitaram ao máximo a oportunidade, conquistando a simpatia dos universitários que se propuseram a agendar outro dia para a continuidade da ação.

 

Na despedida das atividades os olhos das crianças brilhavam de satisfação por aquela divertida manhã e, com o gostinho de quero mais, todos se despediram.

 

carnassol

Carnassol Ecológico – Carnaval com Amor e Responsabilidade

Nossas atividades, no período de 25/02 a 07/03/2019, foram realizadas num clima mais do que especial, com o tema “Carnaval com Amor e Responsabilidade”.

Utilizando-se de rodas de conversa, os orientadores possibilitaram momentos de reflexão sobre o significado do carnaval e o que é necessário para desfrutar desta festa com alegria, mas com muito respeito a si mesmo e ao próximo, evitando consequências desagradáveis.

Crianças e adolescentes dividiram-se em pequenos grupos, assumindo diferentes responsabilidades, desde organização do espaço, preparação das comidas, escolha das músicas, dentre outras.

 

Uma das grandes demonstrações de respeito à natureza ocorreu durante a recolha de sementes para a confecção dos instrumentos, na praça Presidente Dutra II, coletando somente as que se encontravam no chão.

 

A alegria pela festa, a reciclagem e a customização, juntas, em um grande caldeirão chamado “Carnassol Ecológico”, fizeram os dias parecerem mágicos, onde recortando e pintando pequenos pedaços de papelão surgiram lindas peças de decoração. Nossos pequenos artistas, já em clima de festa, colocaram sua criatividade em ação, nascendo um colorido diferente de cada pincelada.

 

Finalmente, no dia 1º de março, em meio a muita alegria e sorrisos nos rostos, a diversão chegou para todos!!! Entre máscaras e enfeites o nosso Carnassol proporcionou momentos inesquecíveis. Uma das crianças disse: “Nossa, que dia incrível, eu estou tão feliz!”

Na festa, os participantes apresentaram paródias de marchinhas carnavalescas conhecidas, utilizando um figurino para lá de especial: abadás confeccionados por eles mesmos com mensagens e desenhos voltados para o meio ambiente. Instrumentos confeccionados com pet’s, latas e sementes colhidas na praça do território, enriqueceram o evento.

 

E para fechar com chave de ouro o Carnassol Ecológico, na quinta-feira, 07 de março (pós feriado de carnaval), os participantes conversaram sobre uma tarefa que haviam recebido: prestar atenção aos acontecimentos – em RP, no Brasil e no Mundo, analisando os próprios comportamentos, sentimentos e atitudes para uma reflexão posterior.

Colocaram em pauta, mais uma vez, o respeito, abrangendo o cumprimento ou não de combinados, compartilhando com os colegas aqueles que deixaram de executar na festa e os que conquistaram, além de analisar comportamentos inadequados visualizados nos desfiles e bailes.

 

O Carnassol foi uma grande vivência voltada para valores, meio ambiente, união e amor. E, assim, nos despedimos do nosso Carnassol com gratidão por cada momento de alegria e amor que compartilhamos.

clube adpm

Clima de Verão – Férias de Janeiro 2019

Os pequenos se despediram das férias de janeiro de 2019

Uma manhã com céu azul e um cenário perfeito de verão. E, para finalizar as férias, nada melhor do que desfrutar de momentos muito especiais no clube ADPM – Associação Desportiva da Polícia Militar. No dia 29 de janeiro, com supervisão dos orientadores e participação de algumas mães, todos puderam brincar, se divertir e, em particular, curtir a piscina, cujo direito foram conquistando durante o ano.

 

A emoção e ansiedade estavam no ar e não faltou animação!

Algumas crianças também quiseram desfrutar de outras atrações do clube. Brincaram no parquinho, jogaram pebolim e formaram times para uma partida de futebol, aliando competição à diversão, através da atividade lúdica. A felicidade transbordava por todos os poros.
Os familiares acompanharam de perto o entusiasmo que as crianças e adolescentes demonstravam na piscina e nas demais atividades, divertindo-se também, felizes pelos momentos de descontração e lazer.

 

Aproveitaram cada segundo, só parando para desfrutar do delicioso lanche, preparado com todo carinho. Com muita organização e cuidado para manter o local limpo, eles lancharam e logo voltaram para a piscina. Foi um dia inesquecível.

 

E, com certeza, isso deu mais motivação para nossas atividades de 2019, começando pelos orientadores, que “deram asas” às suas crianças interiores, compartilhando a piscina com as crianças e adolescentes : Cláudia Helena de Souza, Aline Reis, Bruna Aparecida Domingos, Marielen Aparecida Nascimento e Luciano Quaglio.

Como é Bom ser Criança – Férias de Janeiro 2019

A praça foi o cenário de clássicas brincadeiras

O final das férias estava se aproximando e as crianças e adolescentes tinham uma missão: aproveitar cada minuto daquele dia, que só estava começando. O calendário marcava 28 de janeiro, mas antes das atividades, um aquecimento animado, para dar mais energia. Todos formaram uma grande roda, deram as mãos e cantaram: “Bom dia, você é meu amigão”. E para aproximar ainda mais os pequenos que chegaram do acolhimento, eles se apresentaram dizendo o nome de uma forma criativa e utilizando expressões corporais. Entre risadas e muita animação, aquela era a promessa de uma manhã cheia de diversão.

 

Todos aquecidos foram para um dos cantinhos que eles mais gostam, a praça Dutra II. Com cooperação das orientadoras, as crianças formaram quatro grupos e cada grupo era representado por cores diferentes, como o verde, amarelo, branco e laranja. Tudo pronto, era o momento de começar as brincadeiras. E a primeira delas os deixou ainda mais entusiasmados. A corrida de sacos em revezamento. Os maiores ajudavam os menores, e com tanta torcida vibrante era impossível não contagiar quem passava pelo local.

 

E como no Corassol a diversão anda sempre de mãos dadas com o aprendizado, eles reforçaram os “combinados” (regras de convivência) quando situações novas surgem, como no caso da corrida com revezamento. Uma pergunta foi feita: “O que devemos fazer após usarmos os objetos?”. A resposta veio rápida: “Guardarmos”. E assim, eles começaram o circuito passando por pinturas no chão e entregando o bastão para o colega. A união fez toda a diferença e o sorriso nos rostos comprovou isso.

 

Hora de um respiro e eles tomaram um delicioso lanche com a presença de “miquinhos” (macaquinhos) que vieram visitá-los. O fôlego recuperado sinalizou o início da queimada. Os grupos jogaram com empenho e vivacidade. Para aliviar o calor, que tal um pouco de água? Bem, não era bem do jeito que aconteceu: com a provocação da orientadora, iniciaram a clássica brincadeira de se molhar na mangueira e ninguém ficou seco. O sorriso era sinônimo de momentos de descontração, felicidade e a lembrança de como é bom ser criança. E para finalizar aquele encontro, um almoço caprichado. Que delícia! E mais um dia de férias estava terminando.

 

As atividades foram acompanhadas por Cláudia Helena de Souza, Aline Reis e Luciano Quaglio.

Férias de janeiro de 2019

No período de 14 a 24 de janeiro de 2019, um novo mundo de descobertas se abriu para nossos companheiros de aventuras, as tão esperadas férias, com várias possibilidades de aproveitar o tempo de maneira saudável e prazerosa.

Dia 14, empolgação e alegria pelo reencontro, todos querendo falar ao mesmo tempo, ansiosos por relatar as experiências do final do ano. Surgiram, também, assuntos sobre expectativas para o novo ano, incluindo novos aprendizados que desejavam adquirir. O papo colocado em dia deu abertura para as férias que estavam só começando.

 

Os dias que se seguiram foram de alegria com criatividade. Em um momento empolgante, no qual se transformaram em “cientistas” por alguns instantes, criaram “obras de arte” com massinhas de modelar e “slimes”. Mas não foi só isso, desfrutaram de um dos lugares que mais gostam, a praça Dutra II. Organizaram grupos para decidir quais jogos criariam para brincar, a partir do resgate de brincadeiras antigas. Pintaram no chão uma grande trilha na qual eles mesmos foram as peças, e nos bancos pintaram tabuleiros de damas. Inventaram um jogo de amarelinha diferente do tradicional e até um pneu se transformou num maravilhoso balanço. Enquanto isto, outros preferiram o futebol.

 

O lado artístico também surgiu: desenharam e produziram palhaços, para se divertirem com a famosa “boca do palhaço”, trabalhando a socialização, coordenação motora, concentração, e, claro, sem perder a diversão. E, vestidos à caráter, apresentaram um novo “Show de Talentos”, com números de mágica, dança, teatro, música, atraindo a atenção dos vizinhos da praça e dos que passavam por ali, parando para assistir as apresentações.

 

Gostinho de infância

Em especial, no dia 21 de janeiro, os pequenos aventureiros do Corassol tiveram novas vivências . Com mangas e jacas recebidas em doação, diretamente de um sítio, eles se surpreenderam com um novo mundo de descobertas, aromas e aprendizados. Pesquisaram cada detalhe dessas frutas, desde a origem de pequenas sementes até os bichinhos que elas podem conter. Pensaram em como poderiam aproveitá-las, recebendo uma tarefa especial: consultar os pais sobre o que utilizam para eliminar os agrotóxicos, além de analisar com eles a importância e o valor de cada alimento, envolvendo os familiares na busca de novas receitas.

 

Numa nova ida à praça, agora mais atentos para observar tudo à sua volta, descobriram uma goiabeira, encantando-se com a fruta e, admirados, perceberam que também havia bichos na goiaba. Mais um momento de reflexão e descobertas de como os bichinhos entraram ali.
Após a roda de conversa, futebol e outros jogos ocuparam a atenção de todos, levando-os a aproveitar ao máximo o viver a infância em sua plenitude, não faltando, é claro, as adoradas brincadeiras com água.

 

As atividades foram acompanhadas pelas orientadoras Cláudia Helena de Souza, Aline Reis, Bruna Domingos e Luciano Quaglio.

Grupo de Boas Vindas

Há sempre festa no Corassol quando chegam novas flores! E para que a adaptação seja harmônica, complementando o jardim já existente, há todo um cuidado quanto às atividades de preparação para a integração de novos participantes.

 

Preparando a ampliação do jardim

Nos meses de dezembro de 2018 e janeiro de 2019 foram realizados dois acolhimentos com a participação respectiva de 33 e 36 crianças e adolescentes, totalizando 69 participantes. Iniciando este período, uma atividade belíssima, com dobradura, deixou o Corassol ainda mais colorido. Com uma demonstração da orientadora, a pergunta apareceu: “O que será que ela vai fazer?”. E ao perceberem que era uma flor, perguntaram: “Por que está fazendo isso?”. Inspirados, começaram a fazer as dobras, cortaram e, assim, várias flores surgiram. Cada uma no seu formato e tamanho. E concluíram juntos que cada ser é único, assim como as flores com as quais construíram um belo painel florido. E, claro, para dar um toque particular, colocaram seus nomes no centro da flor, apresentando-se através da confecção dos seus crachás.

 

Outra atividade que inspirou os pequenos foi a dinâmica das expectativas. Cada criança escreveu o que esperava alcançar no Corassol e colocou o pedaço de papel dentro de uma bexiga. Ao jogarem as bexigas para cima um pequeno céu foi formado dentro da sala. E quando as estouraram eles leram o que estava escrito. Com os olhos brilhando, falaram em voz alta frases de esperança e se identificaram com cada palavra. Era lindo ver que, na verdade, eles almejavam as mesmas coisas e, naquele momento, era como se um abraçasse o sonho do outro.

 

Além disto, a “dinâmica dos bons sentimentos” trouxe mais reflexão e diversão. Todos em uma roda, com um bom sentimento escolhido por cada criança ou adolescente, para representá-los dentro de um circulo feito de giz no chão. A um comando inicial a bola ia passando de mão em mão, cada vez mais rápido até que alguém a deixasse cair. Esta criança saía do jogo levando consigo o bom sentimento e deixando o local vago, tornando maior a dificuldade de passar a bola. Foram, então, conduzidos à reflexão de como fica complicado o dia a dia sem os bons sentimentos, pois, se faltar companheirismo, paciência, gentileza, cooperação, respeito, fica mais difícil a convivência saudável. E, para finalizar, eles externaram o que aprenderam através de desenhos com a técnica de pontilhismo: Arte e tinta na ponta dos dedos!

 

Para um novo aprendizado eles foram desafiados com o jogo de quebra cabeças, mas não era um quebra-cabeça comum. Foram divididos em três grupos e cada um deles recebeu um envelope. A curiosidade tomou conta de todos. A orientadora explicou: “Dentro tem palavras que formam frases”. Era hora de se tornarem detetives. A dificuldade apareceu, mas logo perceberam que só conseguiriam se todos pensassem e trabalhassem juntos. A união faria toda a diferença.

 

Caminhando juntos

Para fortalecer ainda mais a união, os nossos pequenos tiveram a oportunidade de conhecer a poesia intitulada “Nós somos o mundo inteiro”. Com a contribuição da orientadora eles refletiram sobre o amor, a responsabilidade e a diversidade. Descobriram que, mesmo com as diferenças, caminhando juntos terão mais sucesso. E, para externar o aprendizado, listaram bons sentimentos como amizade, amor, companheirismo. Ao final, dando vida através da arte, expressaram-se utilizando desenhos super personalizados. O contorno foi feito com a palavra escolhida, surgindo corações, árvores e sol. A surpresa ficou estampada nos rostos ao verem tantas figuras feitas com capricho e criatividade. E os pequenos explicaram: “o mundo é repleto de muita coisa maravilhosa!”

 

Vejo você, sinto você, conheço melhor a mim e a você
Os dias passaram rápido e foram preenchidos com reflexões e vivências, que abriram outras portas para o autoconhecimento. Os nossos novos companheiros puderam conversar sobre assuntos como bullying e os benefícios de evitá-lo, percebendo e concluindo, através de dinâmicas, como é importante respeitar a todos. E como conhecer as experiências dos outros é sempre enriquecedora, eles compartilharam algumas de suas histórias de vida e realizaram avaliação de cunho pedagógico, para o acompanhamento escolar.

 

Revisando atitudes, crenças e valores

E um outro jogo foi utilizado, a guerra de bolinhas de papel: divididos em dois grupos, cada participante recebe uma folha de revista que, depois de amassada, vira uma bolinha. Há um tempo pré determinado para jogar a bolinha no espaço do adversário, ganhando o jogo quem terminar com o campo mais limpo. Geralmente ninguém ganha, pois quando é dada a ordem para parar, pois o tempo acabou, eles não param de jogar as bolinhas, querendo ganhar a todo custo. Neste momento deixam de cumprir combinados, deixam de respeitar regras. Este jogo é filmado para que possam se ver no momento de explosão.
Na reflexão acabam chegando à conclusão de que ninguém ganhou, pois não respeitaram as regras estabelecidas antes do início do jogo.

 

Enfim, acolhidos pelos antigos

E o momento de juntarem-se aos novos amigos estava para chegar. Antes, para concluir o acolhimento, juntos, eles desenharam um aquário e confeccionaram belos peixinhos. Mas, para surpresa de todos, cada um colou o seu peixe em uma direção diferente, aprendendo que, apesar das diferenças, todos estão num mesmo ambiente, onde com respeito e cooperação tudo se torna mais fácil e prazeroso.

 

E finalmente reuniram-se aos demais colegas, para realizar o primeiro aquecimento coletivo. Por aqui, temos a certeza de que as flores que chegaram trouxeram muita alegria e proporcionarão novas aventuras e crescimento a todos, nos dias futuros. O acolhimento foi realizado pelos orientadores, Cláudia Helena de Souza, Matheus Savazzi, Névia Roberta e Bruna Domingos.