Financie Sonhos

Preparativos para o Corafest 2018

Animação e dedicação para finalizar o ano

Outubro passou como um mês delicado e alegre na história do Corassol, e, assim, novembro chegou para lembrar que as crianças e adolescentes ainda teriam o último capítulo desse ano, para escrever e viver.
Eles precisavam deixar tudo pronto para a festa de encerramento.

Supervisionados, adquiririam novos aprendizados aos quais acrescentariam os valores, as habilidades e a criatividade, praticados durante o ano.
Então, era o momento de se dedicar! Vamos acompanhar juntos, nossas últimas memórias de 2018.

 

Teatro – “Fases da Vida”

Iniciamos com o teatro, cujo tema escolhido foi: “Fases da vida”, uma homenagem ao tempo.
E para um bom espetáculo é necessário muito ensaio.

teatro

 

Sob a direção do orientador Matheus Savazzi e participação dos demais orientadores, eles decidiram que cada turma interpretaria uma idade, desde a infância, adolescência, vida adulta e a terceira idade.

E com um olhar de respeito, sempre atenciosos, iniciaram os ensaios, marcações, intenções, coreografias, escolheram a trilha sonora, decidiram os figurinos, acessórios, e, acima de tudo, se divertiram durante todo o processo.

 

Mas os nossos pequenos nos surpreenderam uma vez mais.
Além de atuarem, eles produziram todos os detalhes e adereços da peça: trançaram barbantes, para fazer as barbas dos idosos, fizeram os celulares de papelão com direito a tela e teclas, pintaram as árvores de vermelho, que representaram nossas veias e artérias, confeccionaram as maletas e muito mais.

Capoeira

Os preparativos para a apresentação da capoeira também continuavam animados, com bastante aprendizado e ginga, junto com o professor, “Rafael Ligeirinho”.
Entre aquecimentos, simulação de jogos em duplas e treinos, eles se preparavam para fazer bonito, no evento. Finalizaram os ensaios conversando sobre o quanto aprenderam durante o ano com essa atividade, que trouxe felicidade à prática desse ritmo brasileiro.

 

Musicalização

E o que seria da festa sem a musicalização?

Eles também confeccionaram instrumentos, usaram expressões corporais e, sob o comando do professor Rodrigo (Rezziti Carneiro), ensaiaram a canção “Para um mundo melhor”. E cada aula era motivo de brincar, aprender, se conhecer, comemorar e se beneficiar dos poderes que a música oferece.

A chegada do Rodrigo, com seu estilo inconfundível, habilidades socioemocionais, pedagógicas e técnicas, aliados a tudo que a atividade de musicalização proporciona ao aprimoramento da sensibilidade, preencheu o espaço vazio que havia na Arte, no Corassol.

 

Tem Criança na Cozinha

Durante todo o mês, o Projeto “Tem criança na cozinha” agitou as crianças e adolescentes do Corassol.
Com receitas deliciosas como a “meatzza”, pizza feita de carne moída, eles descobriram novos ingredientes, novos sabores interessantes e agradáveis em alimentos saudáveis, ampliaram a percepção e compreensão de que, muita vez, “não querer e não gostar” é apenas falta de experimentar.

 

O rodízio dos orientadores nas atividades, uma prática habitual durante o ano, teve seu marco especial nesta oficina e, em novembro, todos eles mostraram suas habilidades gastronômicas.

Aliás, não foram apenas os adultos, crianças e adolescentes também se descobriram e se destacaram nessa arte-ciência, sendo que alguns passaram a vê-la como opção de profissionalização prazerosa.

 

O “Criança na Cozinha” ganhou novas cores e sabores com a chegada da colaboradora Maria Gerliane do Carmo Silva, que conquistou seu espaço e o afeto de todos.

“Anne”, como é chamada, rapidamente tornou-se referência e conduziu os preparativos e produção do cardápio para a festa de encerramento e de outros eventos especiais do final de ano.
Que delícia!

 

Para enriquecer o mês de novembro, dentro do tema “Nossa Vida é Maravilhosa”, outras três atividades foram realizadas.

 

Tangran – Jogo chinês

O Tangram, antigo jogo chinês com formas geométricas, proporciona explorar paciência, criatividade, concentração e raciocínio lógico. Os trabalhos produzidos comporão um mural para o Corafest.

 

Tecer, Arte do Fazer – Porta copos

Dentro da atividade “Tecer, Arte do Fazer”, nossas crianças e adolescentes concluíram a confecção dos porta copos, iniciada em outubro.

Entre retalhos e papelão, enquanto tecidos eram entrelaçados, surgiam porta copos muito coloridos e incríveis. E durante os ajustes finais, felizes com seus feitos, refletiam sobre os acontecimentos do ano que se finda e o novo ano, que está chegando.

 

Teia dos Valores

A Teia dos valores, foi outra atividade iniciada em outubro e que comporá a decoração do Corafest.
Aprofundando o conteúdo do tema “Nossa vida é maravilhosa”, nossas crianças e adolescentes puderam refletir sobre como cada um de nós está interligado a tudo e a todos.

E a dinâmica da Teia Gigante proporcionou a eles compreenderem como os participantes influenciam na qualidade dessa conexão.

Em círculo, um a um jogou o rolo de barbante para outra criança, formando assim uma grande teia, na qual todos os participantes ficariam interligados por esses fios.

 

Se um ponto ficasse frouxo, significaria que a teia tinha sido desestabilizada e enfraquecida; se o fio fosse rompido, significaria que a conexão tinha sido interrompida.

Na sequência, cada arremessador imaginou que o rolo de barbante, ao ser arremessado, estava conduzindo energias geradas por emoções e sentimentos que desejava enviar ao outro, como a energia que percorre pelos fios da rede elétrica.

 

As boas energias fortaleceriam a teia e as energias não boas enfraqueceriam ou romperiam a teia.

Para finalizar o aprendizado, a reflexão sobre os valores existentes em cada um de nós, que acionam nossas emoções e sentimento, e que nos levam a agir de formas diferentes a cada instante.

Animados, após o primeiro treino para a construção da teia e as explicações, cada participante teceu sua parte da grande teia, com amor, amizade, fé, coragem, cooperação, formando a gigante teia de fraternidade e amizade.

Continuaram a atividade em grupos menores, para a confecção de mandalas individuais da bondade (teias), com palitos e fios.

 

A cooperação entre os participantes esteve presente a todo o momento da atividade, favorecendo a troca de saberes e experiências, enquanto teciam suas mandalas.

As dificuldades de alguns encontraram apoio nos colegas e orientadores.
Como resultado final tivemos muitas mandalas, que decorarão nossa festa de encerramento, levando bons sentimentos e bons valores a quem mais amamos.

 

As vivências do mês de novembro proporcionaram mais aproximação entre eles, ampliaram consciência sobre a responsabilidade com os compromissos, evidenciaram a importância do respeito e dos bons valores no dia a dia, e, sobretudo, que tudo deve ser feito com carinho, mesmo que o objeto seja para um amiguinho usar.

E no dia 27, realizaram o ensaio geral, onde todos estavam felizes e ansiosos, em contagem regressiva para o dia da apresentação.

No dia 30, com muita animação e cuidado, foram todos para o salão da ADPM (Associação Desportiva da Polícia Militar), para deixar tudo pronto.

 

Arrumaram cada cantinho, com muito zelo, e deixaram o lugar com mais cor, brilho e vida. A ansiedade estava no ar, mas, junto dela, a certeza de que toda a dedicação valeu a pena, afinal, era a festa deles, para eles e seus familiares, em comemoração à conclusão de um ano de intensa vivência e aprendizados, que foi maravilhoso.
Depois, foi só esperar até o dia seguinte, para o Corafest 2018.

As atividades e preparativos contaram com a efetiva participação dos orientadores e colaboradores, Aline Oliveira Ximenes Reis, Bruna Aparecida Domingos, Claudia Helena de Souza Lucio, Luciano Aparecido Quaglio, Maria Cecília de Souza, Maria de Lourdes Souza, Maria de Lourdes Araújo Silva, Maria Gerliane do Carmo Silva, Maria Raquel Santos de Jesus, Marielen Aparecida do Nascimento, Marta Irides de Oliveira, Matheus Martins Savazzi, Névia Roberta de Lima Biserra, Simone de Figueiredo Camilo, Vilma Aparecida de Oliveira Silva e muitos familiares.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário