Financie Sonhos

Brincar de criar

Preocupação com o meio ambiente também não faltou

Nossa máquina do tempo, que passou por fevereiro e março, agora chega a abril! E, em cada parada, colocamos memórias, amizades e diversão em nossa bagagem. Dessa vez nossa aventura acontece em cima de um palco, com cortinas, luzes, plateia e muita arte. Todos se descobriram artistas autores, onde a imaginação pode contar histórias incríveis a partir da criação de personagens. Podemos dizer que um dos nossos aprendizados durante esse período foram os jogos teatrais. Era o momento de vivenciar culturas e de se permitir improvisar. Vamos juntos acompanhar esse belo espetáculo!

Os pequenos do Corassol fizeram um passeio sobre o universo do teatro e suas diversas possibilidades, desde iluminação, sonoplastia, figurino, cenários, adereços, descobrindo que, além da habilidade de ator, é preciso a de diretor, produtor e de outras tantas, como a dança. E muitos assuntos ganharam vida através da interpretação, como o texto “semente da verdade”, o tema “entrevista de emprego” e lendas e histórias contadas pela avó.

A criatividade não parou por aí. Uma oficina de instrumentos musicais, feitos com material reciclado, animou a todos. De repente, surgiram violas feitas de caixa de sapato, tambor com latas de achocolatado, e até mesmo baterias com garrafa pet. Ah, ainda não acabou! Durante um sarau puderam ouvir belas poesias.

pintura na praça

 

A inventividade também foi parar no papel. Uma pintura em 3D e o contorno das mãos estendidas lembravam a mensagem: “eu preciso de você, pode contar comigo”. O dia do índio também foi comemorado com muito aprendizado, e, por meio de pesquisas, encontraram muitas heranças indígenas, como nomes, cantigas, comidas e brincadeiras. Uma bela herança indígena foi descoberta em uma roda conversa, após assistirem a um vídeo sobre o silêncio na cultura indígena: a importância e o poder do silêncio nas relações sociais e o valor de saber escutar e respeitar o outro.

 

Recreação e responsabilidade

As crianças e adolescentes mostram que originalidade é característica deles. Era hora de se divertir. Um pouco de tinta, e pronto! Uma trilha foi pintada em área externa. Brincadeiras não faltaram, como gincana do caracol, circuitos feitos com barbante e fita adesiva, pular corda, pique bandeira, queimada, dança da cadeira, bexiga com água no abraço explosivo, entre outras. Claro, a capoeira também marcou presença neste mês de abril. E, por falar nesse esporte super brasileiro, aconteceu o segundo festival do “Projeto Capoeirista do Amanhã”, realizado na Unaerp (Universidade de Ribeirão Preto). – Clique aqui para ver mais sobre o evento.

 

Outro lugar onde nossos pequenos sempre se divertem é a praça. Brincam de futebol e fazem até piqueniques. Sempre atentos à necessidade de preservar o meio ambiente, em abril eles realizaram uma limpeza no local e pesquisaram, junto aos moradores, o que eles gostariam de ver diferente naquele espaço. Os orientadores, Matheus Savazzi, Josiane Borrasqui, Aline Reis, Marina Madeira, Névia Roberta, Cláudia Helena de Souza, Miriã Mota Vieira e Mayara Camargo acompanharam as atividades.

 

Ufa, que mês movimentado! O relógio avisou que está na hora da nossa máquina do tempo fazer outra viagem. Próxima coordenada, o mês de maio! O que será que nos aguarda? Vamos juntos recordar!

Nenhum comentário

Deixe seu comentário